Desenvolvemos estratégias de marketing promocional com brindes ecológicos personalizados

Hortaliças - Rúcula

As sementes de rúcula são fáceis de germinar e suas folhas fazem muito bem a saúde!

Como Cultivar sementes de Rúcula


Época de plantio: Janeiro a dezembro


Semeadura: Coloque as sementes em um vaso pequeno e cubra com 2 cm de substrato para germinação. Mantenha em local com luminosidade, mas sem sol direto.


Regas: Uma colher de água no início da manhã e uma no final do dia


Germinação:  4 a 10 dias


Transplante: Quando a muda atingir entre 5 a 6 cm passe uma espátula na borda do vaso, retire a muda com cuidado e plante em um vaso maior com 10 cm x 12 cm e regue 1 vez ao dia.

Dica: Faça no início da manhã ou final do dia, antes de regar.


Plantio definitivo: Quando a muda atingir 10 cm faça o desbaste e o transplante para o local definitivo. No início da manhã ou no final do dia, antes de regar, passe uma espátula na borda do vaso, retire a muda com cuidado e plante em local com 15 cm x 15 cm x 15 cm.


Colheita:  40 dias no verão e 60 dias no inverno.


Saiba como a Rúcula pode ajudar na sua saúde e faça sua horta sem agrotóxicos, para garantir temperos frescos e saudáveis:

Com um sabor bem peculiar — forte, picante e amargo –, a rúcula agrada ao paladar de muitos ao mesmo tempo em que outros torcem o nariz só de ouvir falar. Mas a verdura, que faz parte da mesma família do brócolis, da mostarda e do agrião, é na realidade extremamente saudável e pode ser incluída no prato mesmo se você não for muito fã.

E quando falamos em todos os benefícios da rúcula, fica fácil entender porque é tão bom colocá-la na dieta.

Além de ser muito fácil de ser cultivada e combinada com outros alimentos, ela ajuda quem quer perder peso e evitar diversos problemas de saúde só por meio da boa alimentação.

Conheça as principais propriedades nutritivas da rúcula e os benefícios que trazem para a saúde:

  • Antioxidantes;
  • Minerais;
  • Sulforafano;
  • Carotenoides;
  • Vitamina A;
  • Vitamina C;
  • Vitamina K.

1. Diminui risco de câncer

Um dos principais benefícios da rúcula é a diminuição do risco de câncer. Vegetais crucíferos, como é o caso da rúcula, brócolis e couve, podem diminuir o risco de contrair principalmente câncer de pulmão e câncer de colo do útero.

Segundo estudos recentes, isso acontece por causa dos compostos que contém enxofre – ou sulforafano, que dão o sabor amargo aos vegetais crucíferos.

O sulforafano pode inibir uma enzima envolvida na multiplicação de células cancerígenas e estaria associado à prevenção do cancêr de próstata, câncer de pele, de esôfago e pâncreas.


2. Melhora a visão e saúde da pele

Como a rúcula é rica em vitamina A, C e K, ela ajuda a melhorar a saúde dos olhos e até na reprodução celular. Além disso, ainda é ótima fonte de carotenoides, uma substância muito presente na natureza, que dá a coloração para os alimentos que comemos no nosso dia a dia e que ajuda na prevenção da degeneração macular, uma doença ocular que provoca perda da visão.

A vitamina C pode ajudar, inclusive, na prevenção da catarata.

Os carotenoides também atuam na renovação das nossas células e desaceleram o processo degenerativo das células da pele, retardando o envelhecimento. Além disso, estimulam a liberação de melanina e protegem contra os raios UV.


3. Fortalece o sistema imunológico

Comer rúcula também ajuda a fortalecer o sistema imunológico. Isso graças aos níveis de vitamina C que estão presentes no vegetal. A imunidade alta ajuda a aumentar nossas defesas do organismo, protegendo-o de uma série de infecções e doenças.


4. Auxilia nas funções cerebrais

A melhora das funções cerebrais ocorre porque a vitamina K, também presente na rúcula, é conhecida por ajudar no fortalecimento das nossas atividades cognitivas.

Com isso, é possível evitar doenças degenerativas do cérebro, como é o caso do Alzheimer e de outras demências, melhorar o foco e manter a mente sempre ativa.


5. Previne a osteoporose

A vitamina K também auxilia na qualidade da saúde óssea, evitando desgastes e fraturas por meio da absorção maior de cálcio — que costuma ser eliminado pela urina quando o organismo não tem níveis consideráveis desta vitamina.

Assim, uma série de doenças do osso pode ser evitada, principalmente a osteoporose.


6. Ajuda na perda de peso

Isso provavelmente não é novidade para você, mas a rúcula, por conter baixo nível de calorias, é um excelente alimento para quem está querendo emagrecer.

Além disso, a rúcula também favorece a sensação de saciedade, contribuindo para reduzir a sua vontade de comer.


7. Regula diabetes

Outro dos maiores benefícios da rúcula está associado ao tratamento de diabetes. Por ser muito rica em antioxidantes — substâncias que atuam no controle dos níveis dos radicais livres no organismo –, ela ajuda a diminuir os níveis de glicose e aumentam a sensibilidade à insulina.


8. Aumenta a libido e melhora a vida sexual

Os minerais e antioxidantes presentes na rúcula também são essenciais para uma boa vida sexual, já que são capazes de favorecer e aumentar a libido — o desejo sexual.


9. Melhora a oxigenação muscular

A rúcula também é uma excelente opção para quem pratica atividades físicas. Por apresentar grande volume de nitrato, o vegetal contribui para a melhora da oxigenação muscular durante os exercícios e pode até mesmo aumentar a tolerância do organismo durante atividades de alta resistência e longa duração.

Ela também está relacionada com a melhora na qualidade de vida de pessoas que apresentam doenças cardiovasculares, respiratórias ou metabólicas, melhorando a oxigenação ideal dos músculos dos órgãos como um todo.


10. Ajuda na digestão

Uma digestão mais regulada também está entre os benefícios da rúcula, que contém os compostos de enxofre, também chamados sulforafano, e por isso ajudam a reduzir o excesso de acidez no estômago — muito comum em quem sofre de indigestão crônica ou outros problemas gastrointestinais.

Neste sentido, comer folhas de rúcula melhora o processo de digestão dos alimentos e estimula a produção da bile.


11. Evita deformidades em bebês

Alguns compostos presentes na rúcula ajudam e evitar deformidades durante o desenvolvimento do embrião no útero da mãe, principalmente no que diz respeito ao tubo neural dos futuros bebês.

O tubo neural nada mais é do que uma estrutura embrionária que dá origem ao cérebro e à medula espinhal. Por isso, o desenvolvimento adequado dele é fundamental para que o sistema nervoso do bebê termine sua formação corretamente.

A rúcula pode ajudar nisso porque é fonte de ácido fólico, um nutriente que comprovadamente ajuda a evitar problemas durante o processo de formação do tubo neural.



Fale conosco
pelo Whatsapp